Talvez uma das tarefas mais desagradáveis da culinária, cortar cebolas sem chorar é definitivamente uma tarefa para poucos. Mas o Culinária Masculina pode te ensinar dicas de como cortar cebolas sem chorar!

Quando homem e mulher dividem as tarefas culinárias diárias, é notável a autoridade feminina designar tarefas pouco agradáveis ao companheiro. Indubitavelmente, uma delas é descascar e cortar cebolas.

Antes de demonstrar como resolver este problema, é importante sabermos porquê choramos ao cortar e descascar cebolas. Jacqueline Mendonça Lopes de Faria, oftalmologista da Unicamp, responde na edição de número 38, de Abril de 2005, da revista Mundo Estranho, porque choramos ao descascar cebola.

O que faz a gente chorar são os gases que a cebola libera na hora em que alguém passa a faca no vegetal. Em contato com a água dos olhos, eles reagem e formam um ácido que irrita o globo ocular. Aí, para se livrar do incômodo, o organismo contra-ataca, produzindo um rio de lágrimas. Para evitar o aguaceiro, vale cortar as cebolas ao lado de um ventilador, evitando que os gases cheguem perto da visão, ou ainda molhá-las para que o ácido se forme antes de chegar aos olhos. Mas com uma mãozinha da ciência, esse martírio pode acabar. Em outubro de 2002, cientistas japoneses descobriram uma enzima na cebola que estaria envolvida na produção do tal gás irritante. O desafio é produzir um vegetal geneticamente modificado, sem essa enzima.

  1. Quando a gente corta a cebola, algumas células do vegetal se rompem e deixam escapar uma série de compostos. Um deles, formado principalmente por enxofre, é que dispara o rio de lágrimas;
  2. Na atmosfera, esse composto de enxofre vira gás e se espalha pelo ambiente. Quando entra em contato com a água dos olhos, ele forma uma espécie de ácido sulfúrico (H2SO4), um gás que irrita os olhos;
  3. Para se livrar do ácido sulfúrico, o organismo reage. As glândulas lacrimais são estimuladas e produzem lágrimas para lavar o globo ocular. No fim da choradeira, o olho está limpo de novo.

CebolaPesquisando na Internet, é possível encontrar inúmeras dicas de muita gente experiente ou não no assunto para evitar que o tal gás liberado pela cebola atinja e incomode os olhos. Sumarizando-as em ordem de relevância e credibilidade, o Culinária Masculina traz para você a solução definitiva para este problema:

  • Enquanto descasca ou corta a cebola, abra a torneira de modo que apenas um fio de água corra;
  • Descasque ou corte a cebola dentro de uma bacia cheia de água;
  • Ligue um ventilador ao seu lado e em direção transversal apontado para a cebola de modo que o gás não chegue aos seus olhos;
  • Coloque um óculos de natação;
  • Coloque um óculos de sol;
  • Antes de cortar a cebola, congele-a (exige planejamento);
  • Antes de cortar a cebola, lave-a com água corrente;
  • Antes de cortar a cebola, lave-a com água quente;
  • Descasque e corte a cebola com a língua para fora (exige coordenação, método desagradável);
  • Descasque e corte a cebola segurando um palito de fósforo com os dentes;
  • Por fim, faça tudo ao mesmo tempo: abra a torneira, descasque dentro de uma bacia, com o ventilador ligado, usando óculos de natação sobre o óculos de sol, com a cebola congelada, lavada com água corrente e quente, com a língua para fora e segurando um palito de fósforo com os dentes.

Alguém tem mais alguma dica? Só não vale dizer para comprar cebolas desidratadas!